A reforma administrativa que nunca vem.

Para que serve o Estado? No livro intitulado a quarta revolução, dos autores John Micklethwait e Adrian Wooldrige, eles tratam de discutir o tema em nossa atualidade e a corrida

há 2 meses

Para que serve o Estado?

No livro intitulado a quarta revolução, dos autores John Micklethwait e Adrian Wooldrige, eles tratam de discutir o tema em nossa atualidade e a corrida global para reinventar o Estado.

A forma de atuação do Estado, em todo o mundo, atualmente é amplamente contestada e precisando de uma grande revolução, desde o custo até a sua real utilidade.

O Estado, sua evolução e funções, foram crescendo ao longo do tempo e se tornando extremamente pesado para a sociedade.

Nossa realidade é muito pior que no restante do mundo, no Brasil, o Estado vem se aperfeiçoando na arte de arrecadar impostos e distribuir o resultado para  o funcionamento da máquina.

A máquina ficou cara demais e ineficiente na mesma proporção.

Temos mais de 26 mil normas tributárias em vigor. Segundo o Banco Mundial, uma empresa demora 2 mil horas para cumprir suas obrigações tributárias, frente a uma média mundial de 270 horas.

A reforma tributária deveria focar na simplificação e não no aumento de impostos. Esta realidade, atualmente vivida, afasta qualquer investimento. Estamos entre os piores do mundo neste quesito.

Nossa competividade seria muito maior se não tivemos tantos problemas associados a este cipoal tributário.

O Estado brasileiro precisa se reinventar, da estrutura, funções e custo de funcionamento.

Esta discussão vem sendo adiada à décadas.

Falar em reforma tributária, sem a reforma do Estado é como enxugar gelo.  O déficit do Estado continua crescendo. Tudo precisa ser revisto e enfrentado, ao mesmo tempo.

Asscont

Publicado há 2 meses